Chuva forte causa enxurrada e água invade casas em Estrela-RS


















Estrela-RS - 26 demaio de 2017

Chuva forte causa enxurrada e água invade casas em Estrela-RS - Segundo o coordenador da Defesa Civil - Sandro Bremm, a precipitação foi de aproximadamente 130 mm nas últimas horas, que causou situação de emergência no município. Diversas casas ficaram alagadas.

No Nova Morada, uma residência foi invadida pelas águas. A família com apoio dos vizinhos retirou os pertences e após foi efetivada a limpeza do local. Um Sr. que não pode se locomover ficou deitado numa cama, quase sendo atingido pelas águas e lama.

No Bairro Imigrantes, Rua Alfredo mathias arenhart, o alagamento atingiu residências. Revoltados os moradores trancaram a rua com troncos de árvores, ferro e outros objetos. Graças a intervenção da Defesa Civil a via foi liberada com a concordância dos moradores.

A Unidade Básica de Saúde, localizada no Bairro Boa União teve infiltrações foi atendida pela Secretaria de Obras.

Nas proximidades do Fórum de Estrela, diversas residências foram invadidas pelas águas. Devido ao volume, as bocas de lobo e bueiros não venceram dar escoamento, sendo que as águas invadiram ruas e residências.

Fotos - Airton Engster dos Santos

Atenção: Concurso Público na Prefeitura de Estrela-RS... Várias Oportunidades...Fique Ligado...


Cerca de 70 vagas serão ofertadas em concurso público da Prefeitura de Estrela, que deve ter o edital lançado ainda no primeiro semestre deste ano. As oportunidades serão para Engenheiro Civil, Fiscal de Posturas e Monitor de Escola. Profissionais que ocupam esses cargos através de contrato temporário poderão ser substituídos pelos aprovados. O certame mais recente foi realizado em 2016, para a função de Auxiliar Administrativo.

Voltada a pessoas que tenham o Ensino Médio, a seleção de Monitor de Escola deverá reunir o maior número de vagas. De acordo com o secretário de Administração e Recursos Humanos de Estrela, Jônatas dos Santos, “são pelo menos 70 oportunidades para essa função”. Engenheiro Civil e Fiscal de Posturas terão uma vaga cada, além de cadastro reserva. As provas devem ocorrer no segundo semestre.

Durante o primeiro mandato do prefeito Rafael Mallmann, de 2013 a 2016, foram realizados dois concursos públicos. Contratos emergenciais são frequentemente criticados pela oposição na Câmara de Vereadores. O Ministério Público abriu inquérito para investigar a conduta do prefeito e de secretários municipais. Santos garante que a apuração não preocupa. “O contrato emergencial não é uma invenção da atual administração, sendo que já havia sido adotado pelas gestões anteriores. Não há qualquer irregularidade”, afirma.
Terceirização

Junto do concurso público, a administração anunciou que 230 cargos temporários serão terceirizados, “com adequações em áreas estratégicas”, lembra o secretário. O objetivo é manter o equilíbrio entre os cargos efetivos e provisórios, a partir das necessidades da comunidade.

No início do ano, ocorreu o primeiro processo de terceirização, para o cargo de servente. Treze empresas participaram da licitação, que está na fase de recurso. Agora devem ser revisadas as atividades dos vigilantes, dos operários e dos trabalhadores da Usina de Tratamento de Lixo (UTL), entre outros. 

Fonte: http://independente.com.br/estrela-anuncia-concurso-publico-com-70-vagas/

52º Festival do Chucrute na Coluna de Airton Engster dos Santos - Jornal Folha de Estrela



Estrela 141 Anos de História - Maifest, ParckChoppFest e Festival do Chucrute comemoram aniversário





Folha de Estrela - 25 de maio de 2017 - jornal do município de Estrela-RS





















Escola Municipal de Ensino Fundamental Odilo Afonso Thomé promoveu palestra - Estrela-RS - 141 Anos de História - Memória, terra e sua gente!

Estrela-RS - 24 de maio de 2017
























Tive a honra de palestrar na Escola Municipal de Ensino Fundamental Odilo Afonso Thomé. Tema; Estrela-RS - 141 Anos de História... Em torno de 200 alunos participaram das atividades... Meus agradecimentos aos professores, direção e alunos do educandário pela acolhida...

Lenda: Antigamente, Estrela era habitada por índios Guananás. Mais tarde, vieram os portugueses navegando pelo Rio Taquari. Quando chegou a noite, descansaram as margens do Rio Taquari, sobre o qual a lua brilhava. De repente olharam para cima e viram pontos luminosos como se fosse uma estrela caindo. Exclamaram: “Estrela”! Acharam que isto era sinal do céu e que esta terra traria riqueza e felicidade. Os pontos luminosos, eram gases do pântano que existia onde hoje é o Colégio Santo Antônio. É por isso que o município leva o nome de Estrela.


O município de Estrela comemora seus 141 anos de emancipação política. Por ordem cronológica: portugueses, alemães, italianos contribuíram para colonização de Estrela.

A partir de 1861 Antônio Vitor de Sampaio Menna Barreto fixou residência na Colônia Estrela e iniciou o povoado, organizou a Vila, abriu picadas, iniciou a navegação a vapor... Por essa e muitas outras ações é chamado de fundador de Estrela.

Antônio Vitor de Sampaio Menna Barreto era filho do jovem coronel José Luis Menna Barreto e de Ana Emília de Sampaio. O pai de Antônio Vitor morreu em combate em 1825. Sua mãe, Ana Emília casou em segunda núpcias com o coronel Vitorino José Ribeiro e em 1830 o casal comprou (por permuta) a Fazenda da Estrela.

Vitorino José Ribeiro em 1856 criou a Colônia da Estrela. Os alemães vieram para colonizar a área. Chegaram provenientes de São Leopoldo, São Sebastião do Caí e Feliz.

No dia 20 de maio de 1876 o presidente da Província do Rio Grande do Sul sancionou a Lei 1.044 que elevava à vila a Freguesia de Santo Antônio da Estrela

A primeira via de transporte utilizada pelos colonizadores foi o próprio Rio Taquari, que funcionava como calha não só de águas, mas também de escoadouro natural de seus produtos e sua via de comunicação com o mundo exterior.

Hoje Estrela, como outros municípios da região, apresenta uma população de diversas ascendências: alemães, portugueses, italianos e outras. Também se cultuam tradições diversas. Afinal somos parte do Brasil, o país da diversidade.